APELIDO

-A minha carreira política acabou. Maldito delator!

Desolado, andava para um lado e para o outro, copo de uísque na mão. A mulher tentava consolar:

-Mas querido, o seu nome sempre esteve envolvido num escândalo ou outro… E mesmo assim você sempre se elegeu. Daqui pra eleição o povo esquece!

-Do escândalo o povo esquece, mas do apelido… Impossível esquecer. Ninguém vai votar num candidato com esse maldito apelido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *