COMPROMISSO

A mãe já estava no hospital há meses e o filho, político importante, ainda não tinha aparecido. O motivo era a sua nova residência: uma carceragem em Curitiba. Os parentes tiraram a TV do quarto, evitavam revistas e jornais. Temiam a condição cardíaca da senhora. Mas ela não era boba: no dia de Natal, família reunida, disparou uma saraivada de perguntas.

– Onde está o meu filho? Foi morte? Sequestro? Está doente? Respondam!
– Não tem nada disso…
– Então o que houve?
– Bom… Digamos que ele está preso a um compromisso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *